14 Comments

  1. 1

    Ana

    Procurem fontes confiáveis, por que nenhum outro site anunciou esse acontecimento?

    Reply
    1. 1.1

      Guilherme

      Mas são tantas histórias semelhantes no que diz respeito a pessoas que decidem se tornar ex-membros que não é dificil de acreditar. afinal ja vi muitas histórias parecidas com meus ´próprios olhos, inclusive a minha. Então pode gritar q é tudo mentira a vontade. pode ate enganar quem não conhece essa religião. mas a mim e aos que me cercam hoje e veem como minha família foi obrigada a me abandonar, sabe que essa história é sim possível e até comum la dentro.

      Reply
  2. 2

    Eudi

    Que matéria ridícula e infundada, vocês deveriam pesquisa melhor antes de sair afirmando coisas .
    Ninguém é considerado maldito.
    E ninguém da religião e proibido de fazer faculdade.
    Lamentável.
    As pessoas trilham o seu caminho e depois procuram em quem colocar a culpa de suas desgraças e os que gostam de sensacionalismo, abraçam a causa.

    Reply
  3. 3

    Laécio

    Fazia 5 anos que ela havia se afastado, por que a culpa tinha que cair em cima dos TJS? São 5 anos, não 5 dias ou 5 meses! O problema não foi a religião. A depressão pega qualquer tipo de pessoa, seja de qualquer religião. A mulher sofria de depressão por outros problemas.

    Reply
    1. 3.1

      Guilherme

      Você jura mesmo que 5 anos são suficientes pra alguém esquecer uma família de sangue de uma vida inteira assim. pq até a familia de sangue que permanece na religião é proibida até mesmo de cumprimentar ex-membros. E se passaram 5 anos e essa situação ja deveria ter se tornado normal, e nao poderia mais ser a causadora da depressão dela???????

      Não seja hipócrita meu filho. Poderiam se passar 50 anos ao invés de 5. As marcas da rejeição familiar em nome da religião pelo simples fato de alguem abandonar a religião causa marcas emocionais q irão para o tumulo de quem sofre. Ninguem suportaria perder a propria mãe, sendo q ela está viva. Passar cara a cara com a mãe, pai ou irmão e estes abaixarem a cabeça e não responderem o seu OI. Se vc acha que 5 anos se passaram e a mulher ja devia ter recuperado seu equilibrio emocional depois desse massacre emocional sofrido, parabéns, vc tmb merece estar nessa religião hipócrita, q nega os próprios atos igualzinho vc está fazendo agora. Vcs se merecem

      Reply
  4. 4

    Tamires

    Não eh bem assim que as coisas funcionam …soh acho que se não conhecem de verdade as Tjs nao deveriam falar nada …Porque isso tudo escrito não eh veridico..Procurem saber a verdade primeiro pra depois espalhar.

    Reply
  5. 5

    Solange

    A pessoa estava com problemas emocionais e ninguém percebeu isso em 5 anos para levá-la ao psicólogo? Eu não sou testemunha de jeova e conheço pessoas q são engenheiros, advogados, professoras testemunhas testemunhas de jeova e vir dizer que a pessoas foi explusa por isso e uma mentira! Ninguém e maldito por sair da religião ou ser expulso de alguma religião. E se a pessoa decide entrar tem q entender que toda religião tem princípios a serem cumpridos. Se não quer sai fora tem tantas outras. O que essa mulher tinha eram um problema emocional o qual a família e amigos próximos poderiam ter ajudado.

    Reply
    1. 5.1

      Marina

      No caso das TJs, é sim. Meu ex-namorado era TJ e quis sair porque não estava fazendo coisas que condiziam com a religião. Para não ter que ficar sem falar com ele, a mãe dele saiu também. Só que a irmã dele, que era casada com um ancião, não pode falar com a mãe e nem com o irmão. Caso ela fale, é advertida. Ela tem depressão até hoje por causa disso.

      Reply
  6. 6

    vania

    oq nao entendo e o pq de nao falarem com os desassociados? e o perdao nao existe nessa religiao?

    Reply
  7. 7

    Guilherme Breyuer

    Aqui estou eu. Ex-Tj com 26 anos pra desmentir seu fanatismo em não enxergar o óbvio.
    Sou ex-membro. Decidi sair dessa seita mentirosa e controladora. Meus pais me expulsaram de casa imediatamente com uma sacola de roupas. Meus tios, irmã, primos e avós paternos, todos sequer me cumprimentam ao a´passar na rua. Me bloquearam em redes sociais e não atendem minhas ligações. Se isso não é considerar o ex-membro maldito, me diga o que significa então???? Ou estou inventando mais uma mentira?????
    Vou concordar apenas com a parte da faculdade. Não é proibido mesmo. Mas é altamente desencorajado pois o ambiente de faculdade é hostil, ma influencia. E aqueles que mesmo sabendo disso decidem cursar faculdade acabam ficando com pouco tempo pra ir as reuniões e pregação de porta em porta, o que faz com que esses estudantes de faculdade sejam vistos como fracos na fé e potenciais mas associações. Se vc disser que isso tmb é mentira vc é um hipócrita e que merece estar nessa seita controladora.

    Reply
  8. 8

    JU PARDINI

    O que mata é a depressão! não é amigos, família, inimigo e igreja!

    Reply
  9. 9

    DIEGO

    FREQUENTEI SOMENTE UM DIA , UMA REUNIAO TESTEMUNHA DE JEOVA…JA FOI O BASTANTE PRA NAO QUERER MAIS,,,,,,,,TBM TINHA ESTUDOS BIBLICOS APARENTES ERM CASA…….

    Reply
  10. 10

    Antonio

    de fato, e verdade que as TJs consideram malditos seus proprios filhos, irmaos de sangue e familiares. Faz quase 40 anos que minnhas irmas nao falam comigo por causa da religiao. Realmente e uma seita fundamentalista radical que nao perdoa aqueles que venham a cometer atos que a seita considera errada. Eles rxpulsam ao inves de arrebanhar!!!

    Reply
  11. 11

    Arnaldo

    Quando entra fica sabendo dos principios ! quando sai e pq não teve condições de segui-los! Aí fica fácil culpar religião e até Deus ! mas condições de seguir princípios bíblicos em eliminar da vida: fornicacao, adultério, idolatria e desonestidade predere sair culpando a todos e nao a si mesmo por não conseguir resistir a estes pecados.

    Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.