4 Comments

  1. 1

    Luiz

    Caramba, consegui descbrir o que tenho, finalmente…

    Reply
  2. 2

    Alexandre

    Meu psiquiatra não me ouve , só prescreve a receita e chama o próximo

    Reply
  3. 3

    Gladston

    Pois é jovem. Num tempo atrás estava nesse estado, estou melhor mesmo ainda não estando no meu melhor.
    Descobri que o que me provocou tudo isso foi meu egoísmo, me fechar, pensar apenas em mim e esquecer quem está do meu lado.
    o ponto de virada é quando o usamos a nosso favor. Como na música de Raul Seixas que diz: o meu egoísmo é tão egoísta, que o auge do meu egoísmo é querer ajudar.
    Descobri que me sinto melhor, procurando fazer bem as pessoas a minha volta.
    Mas nunca esquecendo o caminho do meio pois, trabalhar em prol do outro sem amor, te faz escravo…

    Reply
  4. 4

    Fiona

    Achei o texto interessante mas me pergunto: será que também não foi a falta de empatia que gerou esses comentários?
    A intolerância com pessoas que acredito na maioria das vezes só tentaram ajudar, contudo, não tinham ideia de como agir, ou o que dizer…
    aos que estão passando pela depressão, acredito que todo amor e atenção sejam necessários e aqueles que convivem com pessoas que sofrem desse mal aplicaria o mesmo remédio…
    Não é fácil ter a obrigação de saber o que dizer ou como agir quando também estamos sofrendo em ver o ente querido passando por tal problema…
    Acredito que o mal do século não é a depressão ou a falta de empatia, mas sim a intolerância 🤔

    Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.